31.3.15

Overdose

Ultimamente não consigo ouvir outra coisa de não esta música aqui do Diogo Piçarra. A primeira vez que ouvi a música achei-a um bocado nhec nhec, ouvi a segunda vez já não desgostei, ouvi a terceira e já me identificava com a letra, o que levou a que neste momento esteja prestes a ter uma overdose de tanto "Tu e eu"

30.3.15

Não saiam de casa!

Pois bem, meus amigos aqui a vossa amiga Olívia M. já tem carta de condução e é melhor fugirem nas ruas de Norte a Sul do país! Fiquei tão feliz quando o engenheiro me deu a licença que só quis ligar ao meu pai a contar a boa nova, óbvio que ficou orgulhoso de mim como era de esperar. Depois de tudo isto, cheguei a casa e fui logo com o meu pai andar no carro dele - ainda que seja um carro bastante antigo, a gasolina e sem direcção assistida - peguei logo nele e não o deixei ir abaixo, o que o meu pai não esperava e logo me felicitou por tal proeza! Agora é continuar a treinar e avisar-vos para não saírem de casa!

25.3.15

Óculos de sol

Aquele momento em que tenho de comprar uns óculos de sol mas tenho de os comprar com graduação, porque se não o fizer, não vou ver basicamente nadinha ao longe. Para além disso, conseguem ser super caros com graduação.

24.3.15

Love is fucked up

O amor não está preparado para mim ou será que eu é que não estou preparado para o amor? Eis a questão. Sinto que não estou preparada para amar alguém ao ponto de a minha vida ser centralizada nessa pessoa, não estou pronta para aquela treta de partilhar sentimentos como se fossemos um só, não estou preparada para lembrar-me de datas importantes, não estou preparada para apresentar ninguém às pessoas que me rodeiam. Simplesmente, não estou preparada para nada que envolva amor. Por vezes, sinto-me sozinha e sim quero ter alguém, mas outras vezes, a única coisa que penso é que: não estou preparada para amar.

23.3.15

Amor à primeira vista

Já alguma vez se apaixonaram à primeira vista? 
Quanto a mim, há sempre aquelas crushes que nunca mais voltamos a ver e pensamos "Fogo, que gatinho" e depois existem o outro tipo de crushes que até vemos todos os dias mas que simplesmente não metemos conversa.

22.3.15

Sem PC

O meu PC deixou de dar as entradas USB's e por isso, tive de manda-lo para a garantia. A minha sorte é que o meu pai tinha comprado um ano de garantia para além dos dois que eles dão. A pior parte, provavelmente irei ficar um mês sem PC e por isso, o blogue irá ficar um bocado paradinho, chorem comigo vá. No entanto, irei tentar fazer alguns posts pelo tablet, já sabem não saiam desse lado!

21.3.15

Criar expectativas

Não sei se isto deve-se ao facto de ser mulher e de vermos coisas onde elas não existem, mas criar expectativas é comigo. Ainda que não revele a ninguém as minhas expectativas, ainda que as guarde para mim, por vezes, é difícil lidar com a decepção e com a não concretização das mesmas. Ainda que "ser forte" seja o meu nome do meio, às vezes é complicado fugir à realidade.

20.3.15

Conclusões a que chego (1)

A primeira conclusão a que eu chego é centrada na sortuda de Hollywood, mais precisamente: Vanessa Hudgens

18.3.15

Compras online

Facto sobre mim: nunca encomendei nada online. Talvez por medo, talvez por falta de informação, talvez por gostar de comprar e de sentir o produto nas minhas mãos. Por agora sou assim, talvez um dia me lembre e comece a fazê-lo.

[3ª pista da rubrica Conclusões a que chego, aqui. Estão quase a descobrir? Hummm]

17.3.15

Outfit

Ando apaixonada por este outfit desde a primeira vez que o vi no Tumblr. Alguém já o viu em alguma loja ou algo parecido? 
Estou mesmo a desesperar porque adorei e nem costuma ser o meu tipo de roupa!

16.3.15

Precipitada

Toda a gente que me conhece minimamente bem e que convive comigo no dia a dia sabe que sou bastante precipitada no que toca a fazer algo. Por exemplo, nas aulas de condução, onde temos de contornar o passeio, tenho de me controlar e muito para não fazer aquilo a correr pois aquela manobra requer calma e concentração e fazê-la com pressa leva à imperfeição. Pois bem, a precipitação é algo que estou a tentar corrigir ao longo do tempo, mas sabem, às vezes é mais forte que eu.

[2ª pista da rubrica Conclusões a que chego, aqui. Olhem para o pormenores e mais não digo!]

15.3.15

Lily and Mashall

Deixamos de acreditar no amor quando o casal mais cute e inseparável que conhecíamos acaba... Eles basicamente eram como a Lily e o Marshall de How I Met Your Mother. É triste não é?

[1ª pista da rubrica Conclusões a que chego, aqui. Espreitem e estejam atentos aos pormenores]

13.3.15

Conclusões a que chego | Apresentação

Como já devem ter percebido graças a este post aqui, decidi criar uma nova rubrica chamada Conclusões a que chego, à qual surgiu do nada, como tantas outras que já fiz aqui no Beijos nem vê-los.

Pensei em criar uma rubrica que de certa forma fosse interessante mas que também tivesse o seu lado divertido. A minha ideia é de certa forma falar de temas aos quais vocês talvez já pensaram e aborda-los de uma forma divertida, ainda que também façam com que pensem no assunto e claro, deixem a vossa opinião sincera acerca do tema.

A primeira edição da rubrica tem como tema central uma actriz de Hollywood, à qual na minha opinião, merece ser falada e discutida ainda que de uma forma descontraída. De quem estarei eu a falar? Hummm.

Ainda que não explique muito do que realmente vai acontecer, espero que adiram e que de certa forma concluam algo como eu concluí ao escrever a primeira edição. Ainda que os temas sejam de certa forma temas divertidos e não de carácter sério, espero que fiquem desse lado!

A rubrica Conclusões a que chego, estreia no dia 20 de Março, aqui no Beijos nem vê-los.


EXTRA | Ao longo da semana irei dar várias dicas no Facebook do blogue sobre quem será a misteriosa actriz de Hollywood. 
Não percam, fiquem atentos!

12.3.15

Dilema

Como é que se convence os meus pais a deixarem-me ir a uma festa de aniversário na cidade e ficar lá a dormir e só voltar no dia seguinte? Passo a explicar, a tal festa é de um dia para o outro porque o X só faz anos no dia a seguir e como não há comboio depois da meia noite, a escolha mais sensata seria ficar lá a dormir em casa de uma amiga. Mas como é que se convence o nosso pai a deixar-nos ir e ficar lá a dormir? Dicas precisam-se sff.

10.3.15

Antes de eu nascer

Os meus pais nunca souberam se era rapaz ou rapariga antes de nascer, segundo o que dizem, eu estava virada de costas - não sei se é por isso que adoro estar deitada de barriga para baixo - ou seja não dava para ver qual era o meu sexo. Se fosse menino era a minha mãe que escolhia o meu nome, se fosse menina era o meu pai. E digo-vos já que o meu pai foi o vencedor e é por isso que hoje chamo o que me chamo. E o meu nome também foi escolhido graças a uma telenovela que dava na altura em que nasci, por isso, o meu nome deu muitas voltas até poder ter sido escolhido.

9.3.15

Homem ideal

O meu homem ideal é aquele que me faz rir quando o que mais quero é chorar. É aquele que me dá carinho e amor, mesmo quando estamos zangados. É aquele que me ama incondicionalmente apesar dos meus defeitos. É aquele que apesar de eu ter determinado gosto o aceita sem julgar. É aquele que me dá a mão e me diz que sou a mulher mais linda do mundo. Agora pergunto onde andas tu, meu homem ideal? Estou aqui à tua espera.

8.3.15

Miranda Kerr

Adoro a Miranda Kerr ela é sem dúvida das modelos que mais aprecio, porque para além de ser gira a valer tem aquele je ne ce quoi que poucas mulheres têm. Acho-a mesmo um amor de pessoa, não só na maneira de falar mas também pela maneira amorosa que trata o seu filho. E para além disso, faz anos no mesmo dia que eu. 

7.3.15

Ser a Olívia

Uma coisa é certa se mudasse o meu nome verdadeiro era para Olívia. Adoro tanto e identifico-me que habituaria-me logo a esse nome. Às vezes até acho estranho quando me chamam pelo meu nome verdadeiro, porque ser a Olívia já está dentro de mim e uma coisa é certa, nunca me vou esquecer de ser a Olívia.

6.3.15

Conclusões a que chego

Conclusões a que chego, a nova rubrica do Beijos nem vê-los. Mais informações brevemente, no local habitual!
Já tinhas pensando nisto? Hum, não? Então está na hora de começares a pensar! 

5.3.15

Thanks God

Haverá algo melhor do que este calorzinho de Março? Já tinha tantas saudades de andar com roupa mais fresquinha e principalmente, com All Stars! Se há algo que levanta logo o meu humor é este tempo dos Deuses.

4.3.15

O que as outras pessoas pensam

Durante cerca de 3 anos da minha vida, vivi presa, presa aos olhares das pessoas, presa à hipotética perfeição, presa a tudo aquilo a que uma adolescente não deve ficar agarrada. Mas tudo mudou, de há uns tempos para trás, deixei de ligar completamente aquilo que as pessoas pensam de mim e comecei a ser mais espontânea e consequentemente, mais verdadeira comigo mesmo. E querem saber? Foi a melhor decisão que já tomei na minha vida.

2.3.15

We're a nightmare dressed like a daydream

Como sabem, o meu sonho ficou adiado para Setembro deste ano, e a Rita, a minha querida Rita, também vai fazer parte deste sonho. Aliás, vamos fazer parte do sonho uma da outra, o que no meu ponto de vista, é das melhores sensações. Adoro-a e não podia escolher melhor pessoa para viver esta experiência. Por isso, vamos rezar, vamos estudar e vamos acreditar! Fingers crossed.